quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Leia me

By Débora Aquino



Eu sou fácil de ler
Difícil de compreender
Estou desiludida...não com A Vida.
Estou decepcionada, com a minha espécie, filo, reino e família.
Sou portadora de lágrimas invisíveis
Carrego um pulsar triste no peito
A raiva faz circular sangue quente em minhas veias
E o meu destino está tão nítido quanto um arco-íris numa chuva fraca
Sinto-me só quando me perco no meio da multidão
Não gosto desse calor humano
Prefiro ter papel e lápis como companhia
Tentar ser ambidestra, desatrofiar a mão esquerda e aprender a desenhar
Usar os neurônios sem precisar a dignidade violar
O corpo deve permanecer imaculado
e se entregar somente a concupiscências de Amor.

2 comentários:

  1. Ganhou mais um ponto na minha lista e outro pela The Doors of
    perception...

    ResponderExcluir
  2. Que bonito, Debby, escrever é sempre uma forma de expurgar nossos demônios interiores (uso bastante), quero ver mais coisas suas. Beijos.

    ResponderExcluir

Não importa em qual idioma você escreve, o mais importante é o teu feedback. Obrigada!
No matter what language you write, the most important is your feedback. Thank you!