sábado, 30 de abril de 2011

À procura de talento


Eu queria ter o dom de afinar cordas de violão.
Usar os punhos a chorar de raiva,

Lágrimas para aliviar a dor
Ser imune a essa doença chamada humanização
Pertencer a outra classe, família ou espécie
Não me aceito do jeito que sou.
Ainda não sei para que vim só tenho a certeza de para onde vou.
Estou à procura de talento, de uma música para reverberar dentro de mim.
Que toquem as baquetas da pulsação!

3 comentários:

  1. Oi Débora! Que legal que vc gostou lá do blog. Eu ando acompanhando o seu já tem um tempo. Adorei a postagem da Patti! :)
    Depois eu vou fazer o Facebook e experimentar o que vc falou. Eu sai do Twitter...rs
    Beijão pra vc e vamos trocando idéias! :)

    ResponderExcluir
  2. É isso mesmo Débora...Era o Dinart e o Paulinho...rs
    Beijao!

    ResponderExcluir
  3. Seu poema reverberou.

    ResponderExcluir

Não importa em qual idioma você escreve, o mais importante é o teu feedback. Obrigada!
No matter what language you write, the most important is your feedback. Thank you!