terça-feira, 23 de novembro de 2010

Devaneios...

Para mim você morreu hoje, nasceu ontem e nos meus sonhos tu já não existes mais.

Já não me recordo que cheiro tem a cor ou qual a cor de seu cheiro.

Meu maior medo é acertar em cheio nos erros e andar sozinha na escuridão sem uma chama de vela para me guiar.

Os sugadores de alma se aproximam, putrificando as mais felizes lembranças com seu hálito podre e seu beijo letal.

O meu rosto já não irradia luz, agora se torna um dia cizento de chuva que deságua num leito de rio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não importa em qual idioma você escreve, o mais importante é o teu feedback. Obrigada!
No matter what language you write, the most important is your feedback. Thank you!