quinta-feira, 27 de maio de 2010

Respeito: Você sabe o que significa?

Mais uma Mulher foi vítima de violência cometida pelo sexo oposto. Do meu entender, a Lei Maria da Penha não se aplica a esse caso por ser indiferente a violência doméstica ou familiar. 

De acordo com as notícias trasmitidas pela TV e alguns portais na Internet, a estudante africana foi assediada antes de ser ofendida pela cor da sua pele e não satisfeito em cometer racismo (crime inafiançável) usou de força física!

Chadidjatu Cassama, natural de Guiné Bissau, tem 23 anos e um biotipo de uma garota de 15. Olhando de longe, aparenta ser uma mulher frágil mas que esta semana após ser agredida dentro do campus da UFPB, mostrou ser uma mulher corajosa que não tem medo de enfrentar quem quer que seja em nome da honra e do Respeito!

Mulheres iguais a Chadidjatu são agredidas e violentadas diariamente em qualquer lugar. Qual mulher nunca foi assediada e importunada ao transitar pela rua, sendo obrigada a ouvir palavras chulas a respeito do seu sexo, da sua roupa, do seu corpo?! 

Às vezes tentamos desviar o caminho para não sermos alvo de olhares e piadas sexistas, e quando não temos alternativa seguimos em frente fingindo não ouvir, apesar de sentir uma imensa raiva gritar dentro de si...
Por que temos que suportar isso?     Por que não há punição para isso
Se fosse o contrário, se os homens fossem importunados na rua pelas mulheres, sofrendo humilhação e constrangimento será que eles se sentiriam "lisonjeados" ou violados?
(...............................................................................................)

Será que os homens fazem alguma idéia de que abordar uma mulher desconhecida na rua apelando para frases com conotação sexual é uma conquista infortúnia além de repulsiva? Creio eu que, nenhuma mulher com plena capacidade de discernimento entre o certo e o errado aprecia esse tipo de tentativa de aproximação.

Se você que está lendo este post é homem, seja um Homem e aprenda a tratar as mulheres com respeito e dignidade, seja ela de qualquer idade, etnia ou classe social. 

Notícias relacionadas a este caso.

4 comentários:

  1. Eu achei um absurdo o que aconteceu com essa moça, mas enfim essa história vai acabar no esquecimento. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. Pois é além de ter sido vítima de um ser irracional ainda foi tratada com descaso pela delegada que sabiamente foi afastada do caso por ordem do procurador.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a Débora, e acho um absurdo da mesma forma que a Faby falou. Mas, Débora, sua última frase foi muito absoluta, visto que sou homem e sei tratar uma mulher.
    Agora, eu pergunto, em quais cantos do mundo você pode afirmar que um homem não recebe o mesmo tratamento? Mulheres "dando em cima" dos homens? Isso está acontecendo cada vez mais.
    Porém, para chegar ao seu ponto, posso citar o que vi a poucos meses. No shopping, um grupo de mulheres que riam alto de dois jovens, sexo masculino, classificados como EMO. Apenas pelo "estilo" deles, gerou uma sequência de risos. Será que isso se encaixa?
    Achei ótimo seu post, de verdade, temos uma visão em plena conformidade. Mas, não entendo os motivos de mulheres estarem armadas e julgando. Lembre-se, a mulher quer ter mesmos direitos que o homem. Justo! Só que elas já o tem, a muito tempo, o problema é que isso esta ficando corrompido e confuso.
    Antes a mulher recebia uma valorização incrível, o homem para ter acesso a uma mulher tinha que cometer atos que hoje só vemos em filmes de época. Mandar flores, abrir porta, puxar cadeira, não é nada se compararmos. Quando via o tornozelo, já ficava louco; um ombro despertava muitos pensamentos.
    Escrevia cartas lindas, poesias, músicas, era uma dificuldade gigante para conquistar. E hoje, como estão as coisas? As mulheres estão fáceis, confundem sexy com vulgar, se atrapalham nestas definições.
    Não existe mais um vestido que deixe a imaginação fluir... Isso acabou! O que é uma pena...
    Desculpe ter entrado nestes méritos, foi apenas uma informação para a última frase do seu post.
    Antes o homem não encostava numa mulher nem com uma flor. Hoje poucos fazem isso. Dos dois lados.

    ResponderExcluir
  4. Andrey obrigada pelo comentário!
    Tenho que concordar com você que a Mulher esqueceu o verdadeiro conceito de liberdade que algumas heroínas antecessoras a nossa geração tanto lutaram para conseguir se igualar aos homens com relação aos direitos civis e etc. O motivo de eu estar "armada e julgando" como você mencionou, tem relevância sim.
    Apesar de tantos direitos conquistados ao longo do século passado e atualmente, ainda presenciamos todos os dias nos jornais e telejornais crimes cometidos contra as mulheres, na maioria dos casos, vítimas dos próprios companheiros ou familiares.

    ResponderExcluir

Não importa em qual idioma você escreve, o mais importante é o teu feedback. Obrigada!
No matter what language you write, the most important is your feedback. Thank you!